Bombeiros salvam recém-nascido

Audrey Daniel foi socorrido após se engasgar com leite materno

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), coronel Orleilso Ximenes Muniz, e a equipe do Grupamento de Resgate e Emergências Médicas da corporação estiveram, nesta segunda-feira (27/03), na casa de uma família no bairro do Zumbi, Zona Leste de Manaus, para reencontrarem o recém-nascido Audrey Daniel, que foi socorrido, em janeiro deste ano, após se engasgar com leite materno.

O fato ocorreu na madrugada do dia 26 de janeiro deste ano, quando os pais da criança, Stefany Santos e Daniel Santos, foram até a base do Corpo de Bombeiros em busca de socorro para o sufocamento do bebê, que, na época, havia acabado de nascer. O atendimento pré-hospitalar foi realizado com a adoção dos procedimentos corretos para salvar o recém-nascido.

“Eu e minha equipe realizamos a manobra de ovace, que fez com que a criança voltasse a respirar. É um procedimento para o qual fomos treinados. Logo depois, passamos orientação aos pais sobre a amamentação e encaminhamos a criança ao pronto-socorro para realização de exames. Hoje, só temos a agradecer a Deus porque a criança se encontra com os pais”, disse o Tenente Jeferson Carlos, que realizou o procedimento.

Em forma de agradecimento, os pais escreveram uma carta direcionada à equipe e ao comandante-geral, que esteve, nesta segunda-feira, na residência da família. “Eu recebi uma carta do senhor Daniel e sua esposa relatando uma ocorrência que a nossa guarnição de serviço atendeu. E essa carta me impressionou pelas verdades das palavras, e eu fiz questão de vir conhecer o Daniel, sua esposa e sua criança. Fizemos questão de trazer a guarnição aqui novamente para visitar essa criança e ver que ela está bem. Isso é muito gratificante. É o trabalho que o Corpo de Bombeiros realiza diariamente em Manaus e em todo estado do Amazonas”, disse o comandante.

O pai da criança, Daniel Santos, relembrou a ocorrência e expressou alegria e gratidão pela vida do seu filho que, no domingo (26/03), completou dois meses de vida. “Não sabíamos o que fazer e, graças a Deus, minha esposa lembrou da base do Corpo de Bombeiros. Então, o levamos de imediato até lá. Somos gratos por termos esse grupamento aqui próximo da nossa casa, porque salvou a vida do nosso filho. São anjos que estão ali para dar sua própria vida para outras pessoas”, falou Daniel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *