Corpo de Bombeiros controla incêndio em shopping, na zona leste de Manaus

A operação de combate contou com o trabalho integrado de diversas equipes dos órgãos municipais e estaduais

Órgãos das forças de Segurança do Amazonas atuaram de forma integrada em incêndio registrado neste sábado (21/01), no shopping Cidade Leste, localizado na avenida Autaz Mirim, na zona leste de Manaus. As ações foram enérgicas e em tempo hábil o fogo foi controlado, evitando a propagação para as demais áreas do centro de compras. Não houve registro de vítimas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), o fogo começou no depósito de uma loja de sapatos, no primeiro andar, que corresponde ao 2° pavimento do shopping.

O tenente-coronel do CBMAM, J. Wilson, explicou que graças à ação rápida dos bombeiros, foram preservadas das chamas cerca de 98 lojas. Apenas duas foram atingidas parcialmente, uma sapataria e uma loja de financiamento de crédito.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Orleiso Ximenes Muniz, atuaram no local do incêndio 66 homens do Corpo de Bombeiros. E também 8 viaturas operacionais e três de apoio foram enviadas para a área. Na operação foram utilizados cerca de cem mil litros de água para conter as chamas.

O secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), general Carlos Alberto Mansur, esteve no local do incêndio e destacou o trabalho integrado das Forças de Segurança, que em tempo hábil conseguiram controlar o fogo.

“Quero parabenizar aqui a todos os envolvidos, os órgãos da segurança pública do Estado e, também, do município, que de maneira integrada, rapidamente estiveram aqui presente e conseguiram controlar esse incêndio, que poderia ter uma repercussão muito maior, caso não tivesse esse trabalho rápido e integrado das nossas forças de Segurança e órgãos da prefeitura”, afirmou o secretário.

Além das forças de segurança, equipes da prefeitura e da Amazonas Energia também atuaram no local.

Equipes do Departamento de Polícia Técnico Científica (DPTC) foram acionadas para apurar as causas do incêndio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *