Alunos produzem plástico biodegradável à base de mandioca

O projeto foi desenvolvido por alunos do ensino médio

Em Itacoatiara (distante 176 quilômetros de Manaus), estudantes da rede estadual de ensino produziram um tipo de plástico biodegradável, tendo a mandioca como matéria-prima. O projeto foi desenvolvido com o investimento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa Ciência na Escola (PCE). A iniciativa alcançou quase 180 alunos do 1º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Deputado João Valério de Oliveira, que participaram da oficina de produção do plástico biodegradável.

A coordenadora do projeto, professora Nelcilene Pontes aplicou a metodologia ao ensinar química e, com isso, abordou questões ambientais e motivou os estudantes a buscarem ideias e iniciativas que possam contribuir para solucionar e atenuar problemas da sociedade. “Uma oficina de produção do plástico biodegradável a partir do amido de mandioca foi realizada com a participação dos alunos. Nesta oficina, foi possível demonstrar a capacidade de produzir um biofilme que pode ser utilizado como alternativa ao plástico comum. Além disso, durante a atividade, foi possível comentar sobre importância do uso e descarte consciente de materiais plásticos, a fim de contribuir com a preservação ambiental”, destacou a professora. Conforme a coordenadora, o produto não pôde ser aplicado, secundariamente, para o uso em diferentes finalidades, porém, os bons resultados alcançados indicaram que é possível obter um plástico biodegradável eficiente a partir da mandioca como matéria-prima.

Iniciação científica

Entre as contribuições pedagógicas e repercussões sociais que o projeto possibilitou estão a inserção dos alunos do ensino médio na iniciação científica, o incentivo para o desenvolvimento de habilidades, e a conscientização da importância de usar e descartar o plástico comum de forma consciente. Iniciado em junho e concluído em dezembro de 2022, o projeto batizado de “Produção de plástico biodegradável a partir da mandioca como estratégia para o ensino de química” foi apoiado pelo edital Nº 004/2022 do PCE.

PCE

O Programa Ciência na Escola é uma ação criada pela Fapeam direcionada à participação de professores e estudantes de escolas públicas estaduais do Amazonas e municipais de Manaus em projetos de pesquisa científica e de inovação tecnológica. A iniciativa é realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc-AM) e a Secretaria Municipal de Educação (Semed Manaus).

O PCE apoia a participação de professores e estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: educação de jovens e adultos, educação escolar indígena, atendimento educacional específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa desenvolvidos em escolas públicas estaduais sediadas no Amazonas e municipais de Manaus.

Em 2023, o programa bateu recorde de inscrições com um total de 2.213 projetos submetidos por professores da educação básica da capital e de mais 43 municípios do Amazonas. Um crescimento de 22% em relação ao ano de 2022, que apresentou 1.811 propostas. Manaus, Itacoatiara, Manacapuru, Parintins, Tefé, Humaitá, Coari, Borba, Iranduba, Barreirinha e Itapiranga são os municípios com maior quantidade de propostas submetidas, neste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *