Google.org doa R$ 2,5 milhões para um projeto de apoio ao empreendedorismo de mulheres indígenas da FAS

A Iniciativa visará envolver pequenas e médias empresas lideradas por mulheres indígenas que valorizam a bioeconomia e o bem estar dos povos originários

Belém, 04 de abril de 2023 – Durante o evento Sustentabilidade com o Google – Amazônia realizado hoje (4), o Google.org, instituição filantrópica do Google, anunciou a doação de R$ 2,5 milhões para contribuir com o programa Fortalecimento e Protagonismo Empreendedor das Mulheres Indígenas do Amazonas, da Fundação Amazônia Sustentável (FAS). O objetivo é promover qualificação digital e apoiar financeiramente empreendimentos de mulheres indígenas focados em cadeias produtivas que valorizam a bioeconomia da Amazônia e o bem estar de povos originários. O projeto irá atuar no fortalecimento de organizações de mulheres indígenas com pequenos negócios, colaborando também para o desenvolvimento social da região. Com o recurso, a FAS construirá três centros de inclusão digital, onde treinará pequenas e médias empresas (PMEs) lideradas por mulheres indígenas em design de projetos, finanças, vendas e marketing digital, para ajudá-las a expandir seus negócios. O recurso deverá colaborar com a incubação, financiamento e ampliação desses empreendimentos e o desenvolvimento de um portfólio de soluções para escalar com base na implementação.

A ideia da iniciativa surgiu após uma série de diálogos e reflexões com diversas instituições e lideranças locais e veio como uma solução em prol da identidade dos povos indígenas, com impacto também nas ações de proteção territorial das comunidades, de melhoria da qualidade de vida desses povos e também da ampliação das estratégias sustentáveis em toda a região. Todas as metas são baseadas na abordagem sistêmica da FAS que, em perspectiva adaptada às especificidades contextuais amazônicas, trabalha pela conservação da floresta e pelo aumento da qualidade de vida das populações ribeirinhas e indígenas. “É uma iniciativa importante para nós, mulheres indígenas, principalmente nesse momento de retomada pós-pandemia. É isso que queremos: construir juntas. Somos mulheres, geradoras de vida e guardiãs de sabedoria. Essa valorização das mulheres indígenas está ligada ao nosso território e à nossa luta. Nunca mais um Brasil sem nós”, afirma Rosa dos Anjos, supervisora do Programa Indígena da FAS.

A partir de um cronograma iniciado em fevereiro de 2023 e com previsão de finalização para julho de 2024, o projeto financiará o mapeamento de organizações indígenas formais e informais (lideradas por mulheres) na Amazônia brasileira e a identificação de investimentos prioritários em bioeconomia. Uma chamada aberta selecionará até 5 organizações indígenas formais e informais lideradas por mulheres para serem apoiadas. Virgílio Viana, superintendente-geral da fundação, comemorou a novidade. “Ter o apoio de uma empresa de tamanha dimensão como o Google é um marco importantíssimo para a FAS. Através desta ação, vamos garantir a equidade e a capacitação das bases, para que as mulheres indígenas possam desenvolver sua autonomia e independência financeira por meio de seus negócios em suas próprias localidades e, quem sabe, ganhando o mundo! Estamos muito animados com a realização desse projeto”, celebra Viana.

Sobre a FAS

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia por meio de programas e projetos nas áreas de educação e cidadania, saúde, empoderamento, pesquisa e inovação, conservação ambiental, infraestrutura comunitária, empreendedorismo e geração de renda. A FAS tem como missão contribuir para a conservação do bioma pela valorização da floresta em pé e de sua biodiversidade e pela melhoria da qualidade de vida das populações da Amazônia. Em 2023, a instituição completa 15 anos de atuação com números de destaque, como o aumento de 202% na renda média de milhares famílias beneficiadas e a queda de 40% no desmatamento em áreas atendidas entre 2008 e 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *