‘Lei Seca’ autua 475 veículos com irregularidades em Manaus

Ainda durante operação integrada, agentes do Detran-AM autuaram cinco condutores por alcoolemia

A operação ‘Lei Seca’, do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizada entre a sexta-feira (10), e o domingo (12), em todas as zonas de Manaus, resultou em 475 veículos abordados para regularização.

Durante a operação, foram mais de 700 condutores autuados, além de 41 veículos removidos por irregularidades que comprometiam a segurança viária. Ainda houve 26 motoristas flagrados no teste do bafômetro e/ou que se recusaram a realizar o teste, resultando em uma prisão.

O coordenador-geral da Fiscalização do Detran-AM, Arthur Cruz, comentou que o objetivo é coibir práticas no trânsito que possam oferecer risco à vida dos condutores e pedestres.

“Nosso objetivo é reduzir os números de infrações e, consequentemente, os de acidentes também, para que tanto o motorista, quanto o pedestre tenham suas vidas preservadas”, disse Arthur.

Operação integrada

Ainda durante o último fim de semana, foi deflagrada uma operação integrada do Detran Amazonas, Polícias Civil do Amazonas (PC-AM) e Militar (PMAM), que resultou em cinco condutores presos em flagrante por alcoolemia.

O coordenador-geral da Fiscalização afirmou, ainda, que o foco da ação foi detectar veículos sem placa de identificação ou com placa clonada. “Essa ação integrada é de extrema importância, pois é por meio dela que encontramos veículos que, muitas vezes, são utilizados para a prática de furtos e assaltos”, ressaltou Arthur Cruz.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os condutores sob efeito de bebida alcoólica passam a dirigir com sua capacidade psicomotora alterada, pondo em risco a vida, integridade e meio ambiente. A penalidade de multa no valor de R$ 2.934,70 e ocorre a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.