Colunista Zenaldo Mota morre aos 65 anos em Manaus

O GDC lamenta a morte do colunista e expressa condolências aos familiares e amigos

O colunista Zenaldo Mota, morreu na madrugada deste sábado (8), ao 65 anos. O falecimento ocorreu em sua casa no bairro da Cachoeirinha, zona sul da capital. Zenaldo era colunista do Grupo Diário de Comunicação – GDC. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Zenaldo era profissional da comunicação e atuava como colunista amazonense no GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC). Sempre muito criativo e profissional, o colunista organizava eventos e recepções na sociedade amazonense.

“Zenaldo foi um dos colunistas mais bem informados, que possuía muitas fontes em todas as áreas, especialmente no mundo dos negócios, pois também era corretor de imóveis. Sua alegria a todos contagiava e vai deixar um vazio em nossa redação”, lamentou Luis Claudio Tinoco, diretor de Redação do Grupo Diário de Comunicação (GDC).

O colunista era conhecido por sua alegria. Costumava receber os amigos para saraus animados em sua residência e espalhava alegria aonde chegasse. Ele vinha se queixando ultimamente de problemas intestinais. Sua coluna social, que mostrava famosos e anônimos de Manaus, era publicada há mais de duas décadas no jornal Diário do Amazonas, publicou o jornalista Hiel Levy.

A família compartilhou uma nota de pesar pelo falecimento de Zenaldo.

“Com profunda tristeza e pesar, a família e os irmãos Sonia, Jones, Celia, Conceição, Luiz e Márcio Mota da Cunha lamentam a perda irreparável do nosso amado Zenaldo. Que a força e o amor mútuo nos guiem nesse momento de luto, e que as lembranças dos momentos compartilhados tragam algum conforto. Estamos unidos na dor e na saudade, lembrando com carinho de Zenaldo. Que ele descanse em paz, e que sua luz brilhe eternamente em nossos corações.”

O Planeta 92 lamenta a morte do colunista e expressa condolências aos familiares e amigos.

Ainda não há informações sobre o local de velório e sepultamento.

Fonte: D24AM