Inscrições para curso gratuito da Fiocruz Amazônia terminam neste domingo

O principal objetivo é fortalecer o combate à COVID-19 e incentivar o aumento da cobertura vacinal em municípios amazônicos.

Ofertado de forma gratuita e com metodologia de Ensino à Distância (EAD), o curso de atualização “Agravos Imunopreveníveis de interesse em Saúde Pública na Amazônia”, do Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia)/Fiotec, em parceria com a Agência para o Desenvolvimento Internacional (USAID, na sigla em inglês), encerrará suas inscrições neste domingo, dia 12 de março. A previsão é que as aulas já iniciem na próxima terça-feira (14). Com metodologia EAD, os conteúdos serão disponibilizados na plataforma Campus Virtual Fiocruz, com videoaulas, materiais de estudo, exercícios e atividades que totalizam 32 horas de carga horária. Para garantir a vaga, o interessado deve se inscrever no link: https://campusvirtual.fiocruz.br/gestordecursos/hotsite/agravosimunopreveniveis2023/.

O curso é oferecido dentro do projeto “Amazônia: Ciência, Saúde e Solidariedade no Enfrentamento à Covid-19”, realizado pela Fiocruz Amazônia/Fiotec, com incentivos da USAID, por meio do New Partnerships Initiative (NPI EXPAND) e Sitawi Finanças do Bem. É focado em profissionais da Atenção Básica das redes municipais, especialmente os Agentes Comunitários de Saúde (ACS), de Combate a Endemias (ACE) e Agentes Comunitários Indígenas de Saúde (Acis), vinculados às secretarias dos municípios amazônicos. Mas profissionais de outras regiões também estão aptos a participar. A finalidade é fortalecer o enfrentamento à COVID-19 e a atuação dos profissionais em seus territórios, incentivando a melhoria da cobertura vacinal instituída pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

O coordenador da Frente 1 do projeto USAID/NPI Expand e pesquisador em Saúde Pública da Fiocruz Amazônia, Fernando Herkrath, explica que os conteúdos são de grande importância para renovar e ampliar o repertório de técnicas dos profissionais. “Ser um profissional da Saúde é uma responsabilidade muito grande, e muitas vezes o conhecimento se restringe para determinadas áreas geográficas, por exemplo. Então, a justificativa para trabalharmos os conteúdos em EAD é o alcance universal. Assim, cooperamos com profissionais de toda a Amazônia Legal”, frisa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *