Mais cinco cidades do Amazonas passam a contar com voos comerciais da Azul

Ao todo, 14 municípios do estado recebem operações da companhia aérea

Os municípios de Apuí, Eirunepé, Santa Isabel do Rio Negro, Manicoré e Borba passaram a contar, nesta segunda-feira (05/12), com voos comerciais da Azul que fazem ligação com a cidade de Manaus. O anúncio foi feito pelo Governo do Amazonas, pela Concessionária de Aeroportos da Amazônia, que integra a rede Vinci Airports, e pela companhia aérea, na sala de embarque do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

“Para o estado do Amazonas, a parceria é muito positiva. Isso é mais um ato decorrente do plano de expansão que a Azul apresentou ao Governo do Estado, plano de expansão esse que só foi possível porque o Governo do Estado deu condições para que isso acontecesse. O governador Wilson Lima encabeçou esse projeto da redução do ICMS para expandir a malha interna de aviação”, disse Gustavo Sampaio, presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur).

Em 2019, no primeiro ano da atual gestão estadual, a Azul atuava em apenas três municípios do Amazonas. Com esses novos cinco destinos, o número de cidades alcançadas com voos da Azul chega a 14, como relata Ronaldo Veras, assessor de Relações Institucionais da Presidência da Azul.

“O governador Wilson Lima foi de fundamental importância. Ele reduziu o ICMS a um patamar muito interessante para que a gente pudesse aumentar o número de voos. Com isso, nós estamos passando a operar em 14 municípios”, acrescentou Ronaldo.

Dados da Amazonastur apontam que houve um aumento de 32,12% no número de passageiros domésticos de janeiro a setembro de 2022 se comparado ao mesmo período de 2021. Da mesma forma, houve um crescimento de 1.184% na movimentação de passageiros internacionais, saltando de 2.045 para 26.267, devido à ampliação do número de voos, bem como à diminuição dos efeitos da pandemia da Covid-19.

No Amazonas, a Azul também conta com voos nas cidades de Maués, Tefé, Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Parintins, Lábrea, Coari, Barcelos e Manaus.

Plano de expansão

O acordo para a manutenção de voos e criação de novas rotas para o Amazonas foi firmado entre o Governo do Amazonas e a empresa Azul, no biênio 2021/2022.

Dentre os dispositivos, está a renovação da concessão do benefício de redução da carga tributária do ICMS sobre o combustível de aviação por parte do Governo do Estado. Em contrapartida, a Azul tem responsabilidade de manter as operações atuais, além da criação de novas operações.

A diretora-presidente da concessionária de aeroportos da Amazônia, Karen Strougo, falou sobre a importância que o transporte aéreo representa para as cidades do Amazonas.

“A gente traz opções de desenvolvimento econômico, desenvolvimento social para que as pessoas possam vir para cá para resolver questões de saúde, de educação, trabalho, turismo, enfim. A gente conecta cada vez mais pessoas com a nossa cidade, com o nosso Brasil”, disse Karen.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *