Projeto do Programa Ciência na Escola constrói aparelho para monitorar temperatura e umidade do ar em tempo real 

 A atividade recebe apoio do Governo do Amazonas, por meio da Fapeam 

Em Manaus, estudantes construíram um sistema eletrônico que registra e monitora dados sobre a temperatura e a umidade do ar em tempo real. O aparelho, confeccionado por alunos da Escola Municipal Gilberto Rodrigues dos Santos, na zona norte da capital, tem o objetivo de potencializar a compreensão dos alunos em relação aos temas que envolvem as mudanças climáticas. O projeto recebeu apoio do Governo do Amazonas, via Programa Ciência na Escola, fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).   

De acordo com o professor de Geografia Osmar Martins, coordenador do projeto, o equipamento possibilitou aos estudantes observar diariamente, ao longo de duas semanas, dados sobre a temperatura e a umidade do ar na estação de monitoramento preparada para a pesquisa, localizada próxima ao estacionamento da escola.  

“Os alunos construíram o sistema a partir da placa arduino, para assim montar a estação de monitoramento com seus componentes eletrônicos. O sensor de temperatura e umidade realiza a identificação destas duas grandezas e as converte em um sinal elétrico que é interpretado pelo arduino. Foi reutilizada uma caixa de papelão para fixar e abrigar todos os componentes e assim viabilizar a mobilidade do sensor na atividade de campo”, explicou.

Metodologia

Ao todo, o estudo contou com a participação de três alunos do 7º ano da escola. Um estudante ficou responsável por organizar a parte teórica, entre as quais, a seleção do material didático, vídeos e exercícios de fixação. Outro aluno atuou na testagem dos comandos das linhas de programação do arduino.  

Por sua vez, o terceiro integrante realizou a tabulação dos dados de temperatura e umidade do ar obtidos pelo aparelho ao longo das duas semanas. Todos participaram da montagem do equipamento e das medições, coletadas nos horários de intervalo das aulas.

Ideia

Segundo o professor, a ideia para o desenvolvimento do projeto surgiu com a pretensão de tornar atrativo os conteúdos teóricos referentes ao assunto, entre os quais, clima, tempo atmosférico, temperatura, precipitação e umidade que, conforme o coordenador, muitas vezes são apresentados de forma abstrata. 

Os estudantes que participaram do projeto apresentaram domínio dos conteúdos relativos ao tema, além de maior conhecimento das características e particularidades do clima equatorial.  

O projeto, denominado “Construção de um sistema eletrônico termopluviométrico como forma de facilitar o entendimento das questões climáticas”, iniciou em julho e foi concluído em novembro de 2022. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *