Senador Omar defende reeleição de Rodrigo Pacheco para consolidação da democracia e equilíbrio entre os Três Poderes

Parlamentar do Amazonas também reforça importância de punição a senadores e deputados envolvidos no ato golpista

Com a proximidade das eleições no Congresso Nacional, o senador Omar Aziz (PSD-AM) ratificou o seu apoio a Rodrigo Pacheco para recondução à cadeira da presidência do Senado Federal. Para Aziz, Pacheco representa a garantia de uma gestão pautada pelo respeito à democracia e de equilíbrio entre os Poderes, além de trazer um cenário mais favorável para a punição de parlamentares envolvidos nos atos golpistas de 8 de janeiro.

Aziz disse ser natural no processo de eleição no Senado ou na Câmara não haver uma unanimidade em torno de um nome específico, mas ressaltou que Pacheco se destaca dos demais candidatos pelo trabalho realizado nos dois últimos anos para garantir a democracia brasileira. O senador líder da Bancada do Amazonas, salientou que os posicionamentos equilibrados são importantes para este momento delicado de transição governamental.

“Ele dará governabilidade e não será subserviente ao Palácio do Planalto. Acredito que ele tratará e lutará para que a gente possa retomar a tranquilidade, a pacificação, a unificação do País, pois é isso que nós precisamos no momento. Não precisamos de guerra, de luta de irmãos brasileiros contra outros brasileiros”, afirmou Aziz.

CPI para acompanhar atos de 8 de janeiro

Na avaliação de Omar Aziz, seja quem for o próximo presidente do Senado Federal, uma das suas prioridades deve ser avançar nas investigações que apuram a participação de parlamentares nos atos golpistas de 8 de janeiro. Para Aziz, o presidente do Senado não tem o direito de não querer investigar a fundo e punir os culpados por destruir a casa do povo brasileiro, o Congresso Nacional, a Suprema Corte e o Palácio do Planalto.

O senador do Amazonas classifica como “célere” as investigações que estão em curso pela Polícia Federal, o que não exclui a necessidade de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), ainda que alguns nomes já tenham sido encaminhados para a Comissão de Ética da Casa. Aziz também trouxe atenção para as investigações dos responsáveis por financiar os acampamentos golpistas espalhados pelo País, chamando a responsabilidade da investigação também para os governadores dos Estados.

“Sou sim favorável e assinei pela criação da CPI, até porquê têm parlamentares, tanto no Senado quanto na Câmara Federal que não podem passar impunes. Eles têm que ser investigados, têm que ir para o Conselho de Ética. Alguns parlamentares deram vazão a essa loucura, deram vazão a esse golpe, deram vazão a esse terrorismo que foi feito no dia 8 de janeiro. Eles não podem passar impunes, achando que podem tudo porque tem mandato”, completou Aziz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *