VACINAÇÃO COVID-19: dose adicional para crianças imunossuprimidas de 5 a 11 anos

Prefeitura de Manaus anuncia que a partir desta terça-feira 14/3, crianças imunossuprimidas de 5 a 11 anos de idade, que tenham recebido a terceira dose contra a Covid-19 no intervalo mínimo de 4 meses, poderão tomar uma dose adicional da vacina. De acordo com a secretária municipal de saúde, Shádia Fraxe, o avanço da vacinação para este grupo etário foi definido pelo Ministério da Saúde e leva em consideração o fato de que pessoas imunossuprimidas podem ter uma resposta imune reduzida aos esquemas primários de vacinação. “Por isso é necessário utilizar estratégias diferenciadas para melhorar a proteção contra as formas graves da doença neste segmento”, explica.

A vacina para as crianças imunossuprimidas estará disponível em 35 pontos de vacinação que podem ser consultados no site semsa.manaus.am.gov.br e nas redes sociais da secretaria (@semsamanaus, no Instagram e Semsa Manaus no Facebook). Os pais devem consultar a caderneta de vacinação da criança para verificar a data em que foi aplicada a terceira dose e confirmar se já se passaram, pelo menos, quatro meses. A consulta também pode ser feita na plataforma Imuniza Manaus (imuniza.manaus.am.gov.br), no item “Consultar minhas doses”.

A secretária reforça a necessidade de que os pais protejam suas crianças e não deixem de completar o esquema vacinal. A medida beneficia crianças nas seguintes condições: com imunodeficiência primária grave; em quimioterapia ou radioterapia para câncer; transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH); as que fazem uso de drogas imunossupressoras; crianças vivendo com HIV/Aids; com doenças auto inflamatórias; em hemodiálise; e com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas. Os pais ou responsáveis devem apresentar laudo médico ou outro documento que comprove a imunossupressão da criança. A titular da Semsa lembra que a vacina contra a Covid-19 pode ser administrada simultaneamente ou com qualquer intervalo, com outras vacinas do Calendário Nacional de Vacinação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *