Parente de Chico Mendes mostra a força da juventude extrativista diante dos novos desafios ambientais na Amazônia

Raiara Barros assumiu a presidência de importante associação comunitária localizada dentro da Resex Chico Mendes

Filha do extrativista e seringueiro Raimundo Mendes de Barros, primo do ambientalista Chico Mendes, a jovem Raiara Barros assumiu este ano a presidência da Associação de Produtores e Produtoras Agroextrativistas do Seringal Floresta e Adjacências, na Comunidade Rio Branco, município de Xapuri. Com apenas 18 anos, ela é um dos principais nomes no protagonismo juvenil político do Acre e integra os movimentos Comitê Chico Mendes e Engajamundo.

A jovem, que tomou posse no último mês de janeiro, defende um maior envolvimento juvenil nos espaços sociais e a retomada de projetos culturais para benefício dos moradores da região. Raiara destaca que, desde o ano passado, estava ciente sobre a responsabilidade que assumiria em 2023. “Foi um ano de conversas para montarmos nossa equipe gestora e sempre me diziam que eu seria a presidente. Então, já comecei a me preparar para tudo que poderia vir”, relata.

O presidente do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), Júlio Barbosa, considera a posse de Raiara uma grande vitória no legado de Chico Mendes. “Apesar das tragédias que temos vivido nos últimos anos, conservamos os ideais do nosso companheiro de luta Chico Mendes e, junto das mudanças que temos visto no âmbito Federal, a nomeação da Raiara traz ainda mais inspiração para a juventude extrativista e para as novas gerações da floresta. Temos certeza que ela fará uma gestão maravilhosa, pois ela conhece profundamente o legado de Chico Mendes na luta em prol dos povos da floresta”, afirma o presidente do CNS.

“Serão vários os desafios que teremos de enfrentar. Pegamos a Associação com dívidas muito altas e a sede está bastante desgastada. Então, é muito desafiador para mim e todos que aceitaram, pois somos novos nesta área. Mas tenho certeza que iremos fazer um bom trabalho”, aponta a nova presidente do núcleo de base.

A instituição está localizada dentro da Reserva Extrativista (Resex) Chico Mendes, que comporta os municípios de Rio Branco, Xapuri, Assis Brasil, Brasiléia, Capixaba, Epitaciolândia e Sena Madureira. Cobrindo mais de 970 mil hectares (ha), a unidade de conservação tem enfrentado diversos desafios que ameaçam sua integralidade nos últimos anos, e, principalmente, dos seus moradores.

Só em 2022, de acordo com o levantamento trimestral do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), a Resex liderou os rankings de ameaça e pressão sobre desmatamento em Áreas Protegidas (APs), de junho a setembro. Enquanto isso, a plataforma BD Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), constatou 1.131 focos de incêndio na área, deixando-a na segunda posição em relação à Amazônia Legal, nos períodos de junho a dezembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *